Pular para o conteúdo principal da pagina
prédio executivo vista para céu

Mercado

Três big techs superam US$ 3 trilhões em valor de mercado: Nvidia, Apple e Microsoft

Pela primeira vez na história, três companhias listadas em bolsa atingem a marca de US$ 3 trilhões em valor de mercado simultaneamente

Publicado por: Broadcast Exclusivo

conteúdo de tipo Leitura4 minutos

Atualizado em

06/06/2024 às 14:03

São Paulo, 06/06/2024 - Pela primeira vez, três empresas atingiram individualmente valor de mercado superior a US$ 3 trilhões: Apple, Microsoft e agora a Nvidia, que alcançou a marca nesta quarta-feira (5), com a ação cotada a US$ 1,224 mil. Cada uma dessas big tech vale mais do que países inteiros. Para se ter uma ideia, o Produto Interno Bruto (PIB) projetado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para o Brasil ao final de 2024 não atinge essa cifra - o Brasil seria a oitava economia do mundo, com PIB de US$ 2,331 trilhões, abaixo da França, com PIB projetado de US$ 3,130 trilhões.

O valor de mercado, também conhecido pela expressão em inglês "market cap", é um cálculo que decorre da multiplicação do preço de cada ação da empresa listada em bolsa pelo número de ações que estão em negociação do mercado. Com isso, chega-se a um valor que teoricamente mostra o quanto o mercado está precificando aquela companhia, ou quanto custaria para comprar 100% das suas ações.

De acordo com Charlie Bilello, estrategista-chefe da Creative Planning, esta é a maior concentração de um setor entre as empresas mais valiosas do índice S&P 500.

Nvidia, a nova queridinha de Wall Street

A ação da Nvidia tem surfado a euforia do mercado financeiro global em relação à inteligência artificial (IA). Afinal, trata-se de uma empresa que produz chips e semicondutores que são vitais para o desenvolvimento desta tecnologia.

Em 2024, a ação da Nvidia já registra alta acima de 140%. Mas o impressionante mesmo é o crescimento que a companhia vem apresentando nos últimos cinco anos: 3.265%. Em 7 de junho de 2019, a Nvidia era negociada a US$ 36,38 e hoje cada ação custa em torno de US$ 1,2 mil. Segundo cálculo da Barron's, a cotação da companhia é negociada a cerca de 45 vezes o lucro por ação que ela deverá produzir no próximo ano.

As ações da Nvidia passarão por um desdobramento a partir da próxima semana, que transformará uma ação da empresa em dez. Ou seja: considerando o fechamento desta quarta-feira, a US$ 1.224,40, o papel passaria a custar US$ 122,44. Isso não altera o valor de mercado da companhia, mas torna a ação mais atraente para uma gama maior de investidores.

Microsoft e Apple em busca da IA

A Microsoft, uma das companhias mais tradicionais do mundo da tecnologia, também tem se apoiado na inteligência artificial para se manter entre as empresas de maior valor de mercado do mundo - embora a valorização de suas ações seja mais modesta que da Nvidia no ano até agora, em torno de 13%.

Além de oferecer a ferramenta Copilot, a companhia fundada por Bill Gates tem feito rodadas de investimentos bilionários na OpenAI, empresa responsável pelo desenvolvimento do ChatGPT, ferramenta de IA generativa. Só em janeiro deste ano, foram anunciados US$ 10 milhões em investimentos na startup.

No caso da Apple, investidores seguem aguardando novidades da estratégia da companhia em torno de IA. A expectativa é que haja algum anúncio na sua próxima Conferência Anual de Desenvolvedores (WWDC, na sigla em inglês), que começa na próxima segunda-feira (10).

As ações da fabricante do iPhone, que dominaram o mercado em meio ao crescimento e popularização dos smartphones ao longo da última década, acumulam ganho de 1,87% de janeiro até ontem (5/6).

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.