roupas em loja varejo

Mercado

Shein entrou com um pedido confidencial de IPO na Bolsa de Londres

Publicado por: Broadcast Notícias

conteúdo de tipo Leitura3 minutos

Atualizado em

24/06/2024 às 15:14

A gigante da moda Shein entrou com pedido confidencial para abrir o capital na Bolsa de Londres, disseram pessoas familiarizadas com o assunto. A tentativa vem depois de dificuldades para abrir capital em uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) Nova York.

A empresa apresentou seu pedido de IPO confidencialmente à Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido no início de junho para uma possível listagem na Bolsa de Valores de Londres, disseram as pessoas. Pouco depois, disseram duas pessoas, a empresa apresentou a documentação ao regulador de valores mobiliários chinês, conforme exigido pelas regulamentações chinesas para empresas com operações significativas na China.

Entenda: IPO passo a passo: entenda mais sobre ofertas de ações

Os reguladores chineses não esperavam bloquear o acordo. Alguns investidores de longa data da Shein nos EUA e em Singapura têm pressionado a empresa para acelerar o processo de listagem ou recomprar suas ações, disse uma fonte.

A Shein, fundada em Nanjing, na China, em 2012, revolucionou a indústria da moda com suas roupas da moda ultrabaratas, tornando-se uma das marcas de moda mais populares do mundo. A empresa com sede em Singapura foi avaliada em cerca de US$ 66 bilhões em maio de 2023.

A mudança para Londres para o que prometia ser uma das maiores ofertas públicas iniciais em anos destaca os desafios para as empresas ligadas à China em Washington no atual clima geopolítico.

Em novembro, a Shein tentou apresentar confidencialmente seu pedido de IPO à Securities and Exchange Comission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA). A empresa foi informada pelo regulador que só aceitaria um registro público, disseram pessoas com conhecimento do assunto.

Leia também: Mercado de ações: tudo o que você precisa saber

As empresas normalmente preferem arquivar de forma confidencial, o que lhes permite manter dados comerciais e financeiros confidenciais em segredo durante as discussões com os reguladores. Os dados só se tornam públicos se o arquivamento for aprovado. Fonte: Dow Jones Newswires

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.