Pular para o conteúdo principal da pagina
trator de construção civil sob terra

Mercado

BB BI analisa a performance do setor de construção civil em maio - Setorial Construção

Em mais um mês de volatilidade acentuada, o índice IMOB registrou baixa de 0,73% em revertendo parte do descolamento percebido em abril em relação ao Ibov, que caiu 3,04%.

Publicado por: Análise BB

conteúdo de tipo Leitura7 minutos

Atualizado em

06/06/2024 às 15:49


O mês de maio capturou mais um comportamento de baixa nas principais companhias do setor, o que entendemos que tenha sido puxado majoritariamente pelo movimento de abertura na curva de juros no mercado doméstico registrado nos últimos meses, refletindo também em uma nova desvalorização cambial, com o dólar encerrando o mês aos R$ 5,25. No entanto, tal comportamento foi suavizado pela divulgação dos resultados relativos ao 1T24, de maneira geral trazendo números positivos pelas principais companhias de nosso universo de cobertura, fazendo com que o índice Imob registrasse uma baixa de 0,73% no mês, ante um recuo de 3,04% do Ibovespa.

A respeito dos resultados, a Tenda apresentou forte evolução nos lançamentos, atingindo o primeiro lucro líquido trimestral desde o 3T21, após um período de turbulência gerado pela aceleração dos custos no pós pandemia. Direcional trouxe novos recordes em vendas, receitas e lucro líquido, enquanto Cyrela não só ultrapassou o volume de R$ 7 bilhões em receitas a apropriar, como reportou uma velocidade de vendas acima de 50%, puxada por uma ótima aceitação de seus últimos lançamentos. MRV apresentou melhora em sua situação de geração de caixa, embora tenha seguido queimando caixa em sua operação no exterior. Já a JHSF evidenciou crescimento em suas linhas de negócios recorrentes, que devem passar a cada vez mais ser o foco da companhia, inclusive deslocando cerca de R$ 800 milhões de VGV do segmento de incorporação para Locação Residencial, o que deve impulsionar a geração de renda recorrente nos próximos exercícios.

Dados de Confiança

Confiança da Construção (ICST) avança em maio, aos 96,8 pontos, 2,2 pontos acima em relação ao mesmo período de 2023.

Indicadores de Atividade

O nível de atividade da indústria da construção permaneceu estável em abril, enquanto a expectativa para os próximos 6 meses segue acima do nível neutro aos 53,3 pontos. As alterações no programa Minha Casa Minha Vida seguem puxando a atividade no setor, com um crescimento de 25% no número de unidades vendidas em fevereiro, na comparação anual. O número de unidades distratadas 12m arrefeceu pela segunda leitura consecutiva, aos 20,3%.

Dados de crédito e emprego

Taxas de juros para crédito imobiliário em abril apresentam movimentos mistos, ainda sem refletir o corte de 0,25% na Selic realizado no mês de maio.

Funding e novas contratações

Após pequena captação líquida em março, poupança volta a perder recursos em abril e contratações com esse funding mantêm trajetória de queda. Já contratações FGTS 12m seguem renovando máximas históricas.

Índice de preços

Em maio, o INCC-M voltou a apresentar aceleração na base de 12 meses, aos 3,68%, terceira elevação mensal consecutiva. A composição permanece demonstrando pressão nos preços de mão de obra, suavizada pelo arrefecimento nos preços de materiais.

Disclaimer

Este é um relatório público e foi produzido pelo BB-Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”). As informações e opiniões aqui contidas foram consolidadas ou elaboradas com base em informações obtidas de fontes fidedignas e de boa-fé, tendo sido tomadas medidas razoáveis para assegurar sua exatidão no momento de publicação. Contudo, o BB-BI não garante que tais dados sejam totalmente isentos de distorções e não se compromete com a veracidade dessas informações. Todas as opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e derivam do julgamento de nossos analistas de valores mobiliários (“analistas’), podendo ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio. O BB-BI não garante o lucro e não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesse material, que tem por finalidade apenas informar e servir como instrumento que auxilie a tomada de decisão de investimento, não devendo ser interpretado como material promocional, recomendação, oferta ou solicitação de oferta para comprar ou vender quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao capital investido. A rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Nos termos do art. 22 da Resolução CVM 20/2021, o BB-BI, em conjunto com o Conglomerado Banco do Brasil S.A. (“Grupo”), declaram que (i) podem ser remunerados por serviços prestados ou possuir relações comerciais com a(s) empresa(s) analisada(s) neste relatório ou com pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse dessa(s) empresa(s); (ii) podem possuir participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% do capital social da(s) empresa(s) analisada(s), e poderão adquirir, alienar ou intermediar valores mobiliários da(s) empresa(s) no mercado.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.