Pular para o conteúdo principal da pagina
animal cachorro de óculos sob mesa cor-de-rosa fazendo cálculos de biscoito de ração em formato de osso

Mercado

Petz registra lucro líquido ajustado de R$ 6,884 mi no 1º trimestre, queda de 64,1%

Publicado por: Broadcast Notícias

conteúdo de tipo Leitura3 minutos

Atualizado em

10/05/2024 às 10:08

A Petz encerrou o primeiro trimestre de 2024 com lucro líquido ajustado de R$ 6,884 milhões, queda de 64,1% ante o apurado em igual trimestre do ano passado. Já o lucro líquido ficou negativo em R$ 51 milhões, ante ganho de R$ 6,8 milhões no mesmo intervalo de 2023.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 60,1 milhões entre janeiro e março deste ano, queda de 7,59% na comparação anual.

Já a receita líquida cresceu 1,4% no período, totalizando R$ 777,5 milhões.

O resultado financeiro nos primeiros três meses de 2024 ficou negativo em R$ 9,769 milhões, comparado com receita de R$ 3,146 milhões registrados em igual intervalo de 2023.

O resultado é explicado por maiores despesas financeiras, relacionadas à entrada de dois financiamentos de longo prazo, durante o primeiro semestre do ano passado, informou a Petz.

"No primeiro trimestre de 2024 auferimos um EBT negativo que, somado ao reconhecimento da Lei do Bem no valor de R$ 2,4 milhões, gerou uma receita de Imposto de Renda e Contribuição Social no valor de R$ 1,9 milhão versus despesa R$3,8 milhões no primeiro trimestre de 2023", explica a empresa, no release que acompanha os resultados.

A Petz lembra ainda da incorporação da Zee.Dog aprovada pelo seu conselho administrativo no final de abril. "Dessa forma, a partir de maio de 2024 poderemos usufruir do benefício fiscal do ágio da aquisição no valor de R$ 132,4 milhões (sendo o benefício fiscal nominal total de R$ 45,0 milhões a ser usufruído ao longo de 60 meses)", acrescenta.

Acompanhe a temporada de balanços no InvesTalk

A companhia encerrou primeiro trimestre do ano com dívida líquida de R$ 10,7 milhões, que representa uma alavancagem de 0,2 vez o Ebitda ajustado dos últimos 12 meses, mesmo patamar do ano anterior.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.