Pular para o conteúdo principal da pagina
cidade iluminada vista superior

Mercado

Fechamento | Ibovespa sobe 0,75% e retoma os 125 mil pontos; Petz dispara 37% após acordo com Cobasi

Publicado por: Broadcast Exclusivo

conteúdo de tipo Leitura4 minutos

Atualizado em

19/04/2024 às 17:41

Por Gustavo Boldrini, do Broadcast

São Paulo, 19/04/2024 - O Ibovespa conseguiu se manter em alta nesta sexta-feira e recuperou a faixa dos 125 mil pontos, contagiado pelas fortes altas nas ações da Petrobras e da Petz. O índice de referência da B3 fechou o dia com ganho de 0,75%, aos 125.124 pontos, reduzindo a perda acumulada na semana para 0,65%. No mês, o Ibovespa cai 2,33%, e no ano recua 6,75%.

No mercado de câmbio, o dólar à vista acentuou ainda mais o ritmo de baixa ao longo da tarde e, após tocar mínima a R$ 5,1856 , encerrou a sessão desta sexta-feira em queda de 0,97%, cotado a R$ 5,1994. A perda de força da moeda americana no exterior, em especial na comparação com divisas emergentes, abriu espaço para realização de lucros e redução de posições cambiais defensivas, segundo operadores de mercado.

Petz e Petrobrás em destaque

O dia na Bolsa brasileira foi marcado pela disparada de 37,14% das ações da Petz (PETZ3), que anunciou a assinatura de um acordo para fundir suas operações com a rival Cobasi e criar uma gigante do setor de pet shops com receita anual estimada de R$ 6,9 bilhões. O negócio ainda terá de ser aprovado pelos acionistas da Petz e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O negócio já despertou avaliações sobre o impacto concorrencial da operação, devido à proporção que a empresa fundida teria no mercado pet. O Broadcast apurou junto a uma fonte do Cade que será pouco provável que um caso dessa grandeza seja aprovado sem algum tipo de restrição por parte do órgão.

Entre as ações de maior peso no Ibovespa, Petrobras foi o destaque, com o papel ordinário (PETR3) em alta de 4,07% e o preferencial (PETR4) subindo 1,71%. Investidores estão otimistas com a perspectiva de que a companhia aprove o pagamento de dividendos extras na assembleia geral ordinária (AGO) marcada para a semana que vem.

Nasdaq perde 2%, pressionado por Nvidia e Netflix

Em Nova York, o destaque do dia foi a queda de 2,05% do índice Nasdaq, em meio à forte desvalorização de papéis ligados à tecnologia. As ações da Nvidia despencaram 10%, em meio a um crescente temor de que a demanda por semicondutores não consiga cumprir as expectativas otimistas do mercado em relação avanço de tecnologias de inteligência artificial (IA). Netflix cedeu 9,09% e também pressionou o índice, após reportar resultados de primeiro trimestre negativos na visão do mercado americano.

O índice S&P 500 fechou em baixa de 0,88%, mas o Dow Jones conseguiu ficar em alta de 0,56%, contagiado pelo ganho de 6,23% dos papéis da American Express, que divulgou resultados acima das expectativas do mercado mais cedo.

No mercado cripto, o bitcoin se recuperou da queda na madrugada, com o risco geopolítico, mas avançou no final desta tarde. Investidores se posicionaram para a conclusão do halving, processo que cortará a metade a remuneração pela mineração da criptomoeda. Pouco depois das 16h (de Brasília), o bitcoin subia 1,86%, a US$ 64.281,80, e o ethereum ganhava 0,65%, a US$ 3.076,89, de acordo com a Binance.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.