Pular para o conteúdo principal da pagina
neurotransmissores tecnológicos em azul com fundo preto

Mercado

Lucro da Nvidia cresce 628% e atinge US$ 14,88 bi no 1º trimestre fiscal de 2025

Publicado por: Broadcast Notícias

conteúdo de tipo Leitura5 minutos

Atualizado em

23/05/2024 às 11:28

A Nvidia teve lucro líquido de US$ 14,88 bilhões no primeiro trimestre fiscal de 2025, uma alta de 628% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em termos ajustados, o lucro por ação foi de US$ 6,12, superando a expectativa de analistas consultados pela FactSet, de US$ 5,60.

A receita da gigante dos semicondutores também subiu 262% na comparação anual, ao novo recorde de US$ 26 bilhões, ante projeção de US$ 24,6 bilhões da FactSet. Apenas o setor de Data Center teve aumento de 427% na receita entre janeiro e março deste ano, a US$ 22,69 bilhões, outro recorde.

Em nota, a empresa aponta que o crescimento resulta de demanda acelerada pela plataforma de computação NVIDIA Hopper GPU - usada em modelos de linguagem, mecanismos de recomendação e aplicativos de inteligência artificial (IA) generativa - e projeta que a "próxima onda de crescimento" está em formação, com a produção da nova plataforma Blackwell.

Junto do balanço, a Nvidia atualizou suas projeções para o segundo trimestre fiscal de 2025, com expectativa de receita de US$ 28 bilhões, com margem de erro para 2% a mais ou a menos. A expectativa da FactSet para o período é de receita de US$ 26,2 bilhões.

A fabricante de semicondutores também comunicou que irá fazer um desdobramento de ações, que transformará cada papel da companhia em dez para "torná-las mais acessíveis a empregados e investidores". Donos de papéis da Nvidia até 6 de junho de 2024 devem ter sua posição atualizada no fechamento dos mercados em 7 de junho. A empresa também aumentou o dividendo trimestral em dinheiro em 150%, de US$ 0,04 por ação para US$ 0,10 por ação ordinária, que será pago em 28 de junho.

Às 17h53 (de Brasília), os papéis da Nvidia subiam 3,88% no after hours.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.