Pular para o conteúdo principal da pagina
blocos retangulares azuis em ordem decrescente

Economia

Haddad: fizemos ajuste no regime de meta de inflação para ancorar melhor expectativas

Publicado por: Broadcast Notícias

conteúdo de tipo Leitura3 minutos

Atualizado em

22/05/2024 às 16:55

Por Fernanda Trisotto e Giordanna Neves

Brasília, 22/05/2024 - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ressaltou nesta quarta-feira, 22, que o governo conseguiu colocar a inflação dentro da banda no ano passado. Ele disse ainda que a equipe econômica promoveu mudanças no regime de meta de inflação para ancorar melhor as expectativas. A declaração foi dada durante audiência na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

Apesar de ter anunciado em junho do ano passado que publicaria o decreto alterando o regime de meta de inflação anual para o modelo de meta contínua a partir de 2025, isso não foi feito até o momento. Em entrevista ao Broadcast/Estadão , o ministro disse que a Fazenda não trabalha com prazo para publicação deste decreto. Caso a nova regulamentação da meta contínua não seja publicada até o fim de junho, o Conselho Monetário Nacional (CMN) precisará definir na reunião do próximo mês a meta de inflação anual para 2027.

Leia também: O que é meta de inflação e quais os principais índices de preços no Brasil

Durante a audiência, o ministro reconheceu que há desafio global para a inflação, mas disse não fugir à responsabilidade. Ele também elogiou os trabalhos conduzidos pelo Banco Central. "O BC fez um trabalho melhor do que ele próprio considera, porque a inflação de 2022 seria maior do que 8%", disse.

Haddad também repetiu que, se for levado em consideração o trabalho feito pelas autoridades monetária e fiscal, o Brasil poderá ter trajetória "ainda melhor" sem abdicar do controle das contas públicas e cumprimento das metas fiscais.

Contato: giordanna.neves@estadao.com; fernanda.trisotto@estadao.com

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.