crianças em parque de diversões

Quero aprender

Cinco dicas para economizar nas férias escolares e até se divertir de graça

Publicado por: Broadcast Exclusivo

conteúdo de tipo Leitura6 minutos

Atualizado em

08/07/2024 às 09:51

Por Adriana Chiarini, do Broadcast

As férias escolares são um período muito aguardado por estudantes e suas famílias, oferecendo uma pausa nas rotinas e a oportunidade de criar memórias inesquecíveis. Com um pouco de criatividade e planejamento, é possível desfrutar de um período maravilhoso sem comprometer o orçamento. Assim, aqui vão algumas dicas para se divertir com menos custo.

  1. Planejar com antecedência , pesquisando e comparando preços de passagens aéreas, hospedagens e atividades, é o primeiro passo. Tudo que fica para a última hora sai mais caro, certeza. Além de consultar buscadores de preços de passagens e hotéis, vale a pena criar alertas e notificações para ficar sabendo das ofertas o quanto antes.

  2. Pesquise os benefícios a que você tem direito com o que você já pagou. Entram aqui pontos que viram milhas aéreas e programas de descontos em rede de hotéis e restaurantes. As milhas podem ser trocadas por passagens aéreas, estadias hoteleiras e até mesmo virar créditos no Uber, no caso de viagens no Brasil. Seu cartão de crédito ou convênios de alguma associação ou entidade de que você participe podem ter benefícios desse tipo.

Há ainda planos de fidelidade em muitos parques de diversão que você visitou anteriormente que podem render algum desconto.

Leia também: Como fazer da mesada um instrumento de educação financeira

  1. Se for para o exterior, cuidado com o câmbio . É uma variável importante, principalmente por ser volátil. Com o peso valendo menos do que o real, a Argentina segue atraente para os brasileiros em relação a preços. Já se você ganha em reais e vai para o Reino Unido, Europa continental, Estados Unidos e mesmo para o vizinho Peru, pode ter a impressão de que tudo é caro.

Optar por destinos menos convencionais também pode resultar em economias significativas. Embalar lanches e refeições para viagens de carro ou explorar opções de alimentação econômicas no destino também são maneiras eficazes de economizar.

Seja lá qual for o seu destino, há umas dicas em relação ao câmbio: a primeira é trocar no Brasil o real diretamente pela moeda do país que vai visitar. E isso serve também para a sua volta, uma vez que as moedas são mais valorizadas onde são mais úteis. Procure um banco ou empresa confiável.

O diretor de câmbio da Ourominas, Elson Gusmão, recomenda ter sempre moedas locais em vez de levar tudo em dólar para qualquer país, porque aí é necessário fazer o câmbio mais uma vez - para trocar o real por dólar e o dólar por outra moeda. Também recomenda ter um cartão pré-pago, caso tenha uma despesa extra ou gaste mais do que levou em espécie. "Além disso, o cartão é mais seguro em caso de perda, furto ou roubo, sendo possível bloqueá-lo", explica.

  1. Tente se hospedar ou passear de forma gratuita . Já ouviu falar em troca temporária de residência com amigos ou por sites especializados nisso? É uma forma barata de se hospedar em outro lugar. Para quem tem casa de veraneio, é mais simples ainda. Quem vai sempre para praia, pode trocar por férias na serra e vice-versa. E, se você tem mesmo preferência por praia ou serra, pode experimentar outras localidades. Mas vale também para residências habituais. Tem até um filme inspirado nisso, chamado "O amor não tira férias", de 2006, em que as personagens de Cameron Diaz e Kate Winslet trocam casas na Califórnia e na Inglaterra.

Informe-se também sobre as atrações gratuitas aonde for. O melhor exemplo é a natureza (praia, parques, trilhas), mas há shows, parques, exposições em museus e centros culturais. Para quem vai passar as férias deste mês com as crianças em Belo Horizonte, por exemplo, a exposição Mundo Zira, sobre a obra infantil do cartunista, escritor e jornalista Ziraldo, no Centro Cultural Banco do Brasil, pode agradar. E é gratuita.

  1. Se for para o exterior, faça seguro-viagem para não ser surpreendido com despesas, se precisar de atendimento médico. Há várias opções para comparar esse serviço. Além disso, algumas bandeiras de cartão de crédito também oferecem esse tipo de seguro.
  • Por fim, aprecie a natureza, brincadeiras, conversas e carinhos! As melhores coisas da vida não custam nada. Divirtam-se!

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.