Pular para o conteúdo principal da pagina
escadas em azul com seta branca subindo ao centro

Mercado

IB mais forte ajuda o que já estava bom. Confira a análise do 1T24 do BTG Pactual pelo BB Investimentos

Segundo analistas do BB Investimentos, o BTG Pactual entregou no 1T24 um resultado positivo.

Publicado por: Análise BB

conteúdo de tipo Leitura5 minutos

Atualizado em

13/05/2024 às 15:39


O BTG Pactual entregou no 1T23 um resultado que consideramos positivo, com lucro líquido recorrente de R$ 2,89 bilhões, equivalente a um ROAE de 22,8%. O resultado foi favorecido pelo avanço orgânico da maior parte das linhas, mas com destaque para Investment Banking, que viu um primeiro trimestre atipicamente forte.

Destaques

Se no 4T23 havíamos visto o segmento Banco de Investimentos menos pujante, com uma compensação vinda das áreas de clientes, no 1T24 vimos o inverso: em um trimestre sazonalmente menos favorável para as áreas de clientes (mas ainda assim muito bom no geral, em nossa análise), a linha de Banco de Investimentos (R$ 654 milhões, +41% t/t e +151% a/a), com atividade forte de DCM, e um M&A que também surpreendeu positivamente, ajudou a construir mais um conjunto recorde de receitas e lucro líquido trimestral.

Além de IB, o destaques das linhas de negócios, em nossa visão, foi Corporate Lending, que registrou receita de 1,44 bilhão (+6,1% t/t e +20,5% a/a), sobre um portfólio de crédito que se expandiu 6,3% t/t e 26,1% a/a, com destaque para o segmento SME, que registrou expansão de 7,8% t/t e 51,3% a/a. Esta linha se alterna com a de Sales and Trading, que possui maior volatilidade, na maior contribuição ao rol de receitas do BTG, e graças ao seu comportamento mais estável é capaz de absorver boa parte da variância em demais linhas, o que consideramos positivo.

Um destaque negativo, em nossa visão, ficou justamente por conta da linha de sales and trading, que sofreu, segundo o banco com a menor transacionalidade do período dado o cenário desafiador, e destoa das demais linhas do BTG ao ser a única que encolhe no comparativo ano contra ano (-7,7%), mesmo com a incorporação da linha Principal Investments, ocorrida neste trimestre.

Os custos pressionaram de forma mais proeminente no 1T24, avançando 7,4% t/t e 14% a/a, especialmente por conta da linha bônus (+21% a/a – em linha com o lucro líquido), com provisionamento maior dada a maior lucratividade, enquanto as despesas administrativas apresentaram recuo no trimestre (-0,3%) e expansão de 8,9% a/a. No agregado, o índice de eficiência de 41,1% não foi o melhor, mas se manteve no range que consideramos otimizado do histórico recente.

tabela com variação de recomendação de preço btg

Desempenho das ações

Apesar de já ser uma empresa com mix de receitas variado, as ações do BTG costumam ainda oscilar ao sabor das perspectivas para mercado de capitais, já que ainda carrega o DNA de um Banco de Investimentos. Nos 12 últimos meses a performance foi melhor que a do Ibovespa, porém, no ano, a ação responde de maneira menos benigna por conta principalmente da abertura da curva de juros, já que se trata de uma empresa associada a crescimento. Outros movimentos podem ter influenciado, como ruídos em torno do ambiente fiscal no Brasil, e eventos geopolíticos globais, que acabam trazendo maior aversão ao risco em geral, além de uma efetiva e permanente percepção de que a ação do BTG é cara, e negocia a múltiplos pouco atrativos.

Em nossa opinião, este movimento abriu uma nova janela de oportunidade para a aquisição de suas ações com risco reduzido. Os múltiplos do BTG realmente são caros, mas em nossa opinião, a consistência de entregas e expectativa de manutenção do ritmo de crescimento justificam, por hora, tais patamares. Por conta do resultado mais uma vez favorável, esperamos reação positiva do mercado no pregão de hoje.

gráfico comparativo bpac11 e ibov

Perspectivas

Permanecemos otimistas quanto ao BTG, imaginando que o desempenho apresentado até agora diante de um ambiente pouco frutífero para algumas vertentes de negócios possa se fortalecer na hipótese do reaquecimento do mercado de capitais – algo que consideramos inevitável mais cedo ou mais tarde dentro de um contexto de queda de juros no Brasil como o atual.

Admitimos, no entanto, que o conjunto de gatilhos aguardado para essa narrativa se encontra reduzido em comparação ao que era aguardado no início de 2024 dado diversos ruídos, que incluem política monetária, fiscal, geopolítica, e mais recentemente até mesmo climática. Ainda assim, vemos no BTG uma solidez de resultados, diversificação e consistência de entregas com poucos paralelos no mercado, o que nos mantém reticentes em abandonar a tese no curto prazo, mesmo diante de um cenário momentaneamente mais desafiador.

Preço-alvo e recomendação

Incorporamos os números do 1T24 ao valuation, o que acarretou em um ligeiro ajuste em nosso preço-alvo, para R$ 38,80 (antes R$ 38,20) para o final de 2024, mantendo a recomendação de compra.

Disclaimer

Este é um relatório público e foi produzido pelo BB-Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”). As informações e opiniões aqui contidas foram consolidadas ou elaboradas com base em informações obtidas de fontes, em princípio, fidedignas e de boa-fé. Embora tenham sido tomadas todas as medidas razoáveis para assegurar que as informações aqui contidas não sejam incertas ou equivocadas, no momento de sua publicação, o BB-BI não garante que tais dados sejam totalmente isentos de distorções e não se compromete com a veracidade dessas informações. Todas as opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e derivam do julgamento de nossos analistas de valores mobiliários (“analistas’), podendo ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio, em função de mudanças que possam afetar as projeções da empresa, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança. Quaisquer divergências de dados neste relatório podem ser resultado de diferentes formas de cálculo e/ou ajustes. O Disclaimer completo encontra-se no relatório.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.