representação de cérebro em amarelo sob fundo amarelo

Tecnologia

BB chega a 12 mil inscritos em curso de IA, e intenção é capacitar todos os funcionários

Publicado por: Broadcast Exclusivo

conteúdo de tipo Leitura3 minutos

Atualizado em

20/06/2024 às 16:38

Por Matheus Piovesana, do Broadcast

São Paulo, 20/06/2024 - O Banco do Brasil chegou a 12 mil funcionários inscritos em um programa para o uso de inteligência artificial. A ambição do banco é que no futuro próximo, todos os 87 mil funcionários do banco, número que sobe a 125 mil se consideradas outras empresas do conglomerado, estejam capacitados para utilizar a tecnologia tanto no atendimento aos clientes quanto no dia a dia do trabalho.

O programa, chamado de AcademIA, tem treinamentos em inteligência artificial e analítica abertos a todos os funcionários que queiram participar. Os conteúdos serão transmitidos ao vivo, e essas "aulas" ficarão gravadas. A turma deste ano já é três vezes maior que a de 2023, em uma amostra da popularidade do assunto. As inscrições vão até 16 de julho.

"Temos dados suficientes para entender o comportamento do cliente. Tudo isso gera mais proximidade", afirma o gerente geral de Inteligência Artificial e Analítica do banco, Rafael Rovani. "A aposta do banco é que vamos gerar mais resultado colocando as pessoas mais voltadas para o relacionamento com o cliente do que fazendo tarefas repetitivas ou cuidando de processos".

Segundo ele, o BB não vê a IA como um vetor de redução do contingente de funcionários. A ideia é requalificar essas pessoas e realocá-las em outros tipos de atividade. Rovani diz que com a base ampla de clientes, na casa dos 80 milhões, o banco ainda pode levar atendimento humano a vários segmentos.

Para além da requalificação, um dos objetivos do curso é apresentar as possibilidades de uso das novas plataformas a quem trabalha no BB. Segundo o gerente geral, os funcionários precisam entender como a IA utiliza dados para simular o comportamento dos clientes e, em um passo seguinte, entender quais comportamentos ele pode vir a ter.

Os bancos têm modelos que utilizam inteligência artificial e aprendizado de máquina nas áreas de mensuração de riscos. São plataformas que avaliam o perfil de crédito dos clientes e também seus comportamentos, para evitar fraudes e fazer ofertas mais certeiras. O próximo passo para o setor, ainda em andamento, é levar a IA ao atendimento direto ao público.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.