Pular para o conteúdo principal da pagina
lâmpadas para iluminação sendo acendidas em cenário externo

Mercado

Setorial Utilities | Fevereiro de 2024

Principais pautas de 2024 já avançam nas primeiras semanas do ano: Governo de SP avança com EMAE e Sabesp, TCU decide como analisará renovação das distribuidoras e Sanepar opta por PPPs. Ondas de calor continuam estimulando o consumo com os segmentos Residencial e Comercial crescendo em percentual de dois dígitos na comparação anual. Em 2023, a demanda apresentou alta de 4,2%.

Publicado por: Análise BB

conteúdo de tipo Leitura3 minutos

Atualizado em

24/05/2024 às 17:11


Dados de mercado

Desempenho das empresas cobertas | Janeiro trouxe realização generalizada, após excelente desempenho em 2023, que contou com alta do Ibov de 22,3% e praticamente todas empresas cobertas superando o índice, exceto Taesa, que o acompanhou de perto. AES se destaca na queda em janeiro com boatos sobre saída do controlador.

Destaques Setoriais

O TCU decidiu em plenário no dia 24/1 que irá analisar caso a caso as renovações das 20 concessões de distribuição que terão seus vencimentos entre 2025 e 2031. É aguardado agora a publicação de um decreto do MME com as diretrizes para as renovações.

Diretoria da ANEEL aprova tarifa provisória de repasse de potência de Itaipu para valer a partir de 1º de janeiro de 2024, no valor de US$ 16,71 por MWh.m, montante 12,69% inferior ao estabelecido em 2023, o que deve beneficiar as tarifas das distribuidoras das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

A Alupar comunicou ao mercado, em dezembro, a conquista de dois novos lotes de transmissão, sendo um na Colômbia, onde já atua em geração e transmissão, que trará receita anual de US$ 6,2 milhões após investimentos estimados de US$ 45,2 milhões, e outro no Brasil, referente ao lote 2 do Leilão 02/2023, através do consórcio Olympus XVI, com receita anual de R$ 239,5 milhões e investimentos estimados em R$ 2 bilhões.

A Copel aprovou, em AGE no dia 18/11/23, o desfazimento do programa de units, passando a partir de 26/12/23 as ações a serem negociadas exclusivamente de maneira individualizada.

A Auren anunciou criação de uma JV com a Vivo para explorar o mercado livre varejista de comercialização de energia elétrica, no atual cenário de abertura para os clientes de varejo.

A Energisa realizou oferta primária (follow-on) de 98,4 milhões de ações ordinárias e 151,9 milhões de ações preferenciais ao preço unitário de R$ 9,96 no final de janeiro, capitalizando a companhia em R$ 2,5 bilhões.

O Governo de SP realizou a audiência pública para adquirir sugestões de aprimoramento na modelagem da privatização da EMAE em andamento.

Nova proposta de regulação tarifária para Sabesp foi anunciada no começo de fevereiro, retirando parte da discricionariedade da ARSESP e propondo reconhecimento dos investimentos anualmente nas tarifas.

No dia 15/2, inicia-se a fase de controle social do processo de desestatização da Sabesp, com abertura de consulta pública do novo contrato que a companhia deve assinar com 375 municípios substituindo os contratos vigentes, incluindo os anexos regulatórios e regimentais, bem como os planos de investimento. Essa fase ainda contará com 8 audiências públicas a serem realizadas até meados de março.

O Conselho de Administração da Sanepar aprovou no final de janeiro, a abertura de processo licitatório para contratação de PPPs para serviços de esgotamento sanitário em 112 municípios atendidos pela companhia, que serão divididos em 3 lotes. Essa iniciativa e declarações recentes da administração da companhia sinalizam que o caminho da privatização não deve ser seguido.

Consumo de Eletricidade

Dezembro | Ondas de calor continuam estimulando o consumo com os segmentos Residencial e Comercial crescendo em percentual de dois dígitos na comparação anual. Em 2023, a demanda apresentou alta de 4,2%.

Hidrologia – Energia Natural Afluente

Janeiro | El Niño mantém afluência baixa no Norte, Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste, em patamar próximo à metade da média de longo prazo, e eleva chuvas no Sul para patamar quase 40% superior à MLT.

Nível dos reservatórios das hidrelétricas

Janeiro | Apesar da hidrologia abaixo da média e do consumo alto, período úmido permite ligeira recuperação de reservatórios em quase todas as regiões do país.

Disclaimer

Este é um relatório público e foi produzido pelo BB-Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”). As informações e opiniões aqui contidas foram consolidadas ou elaboradas com base em informações obtidas de fontes fidedignas e de boa-fé, tendo sido tomadas medidas razoáveis para assegurar sua exatidão no momento de publicação. Contudo, o BB-BI não garante que tais dados sejam totalmente isentos de distorções e não se compromete com a veracidade dessas informações. Todas as opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e derivam do julgamento de nossos analistas de valores mobiliários (“analistas’), podendo ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio. O BB-BI não garante o lucro e não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesse material, que tem por finalidade apenas informar e servir como instrumento que auxilie a tomada de decisão de investimento, não devendo ser  interpretado como material promocional, recomendação, oferta ou solicitação de oferta para comprar ou vender quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao capital investido. A rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Nos termos do art. 22 da Resolução CVM 20/2021, o BB-BI, em conjunto com o Conglomerado Banco do Brasil S.A. (“Grupo”), declaram que (i) podem ser remunerados por serviços prestados ou possuir relações comerciais com a(s) empresa(s) analisada(s) neste relatório ou com pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse dessa(s) empresa(s); (ii) podem possuir participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% do capital social da(s) empresa(s) analisada(s), e poderão adquirir, alienar ou intermediar valores mobiliários da(s) empresa(s) no mercado. 

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.