Pular para o conteúdo principal da pagina

Mercado

Caixa Seguridade (CXSE3) 1T24: mais um trimestre sólido. Reiteramos compra

A Caixa Seguridade manteve a sequência de bons resultados com os números apresentados no 1T24.

Publicado por: Análise BB

conteúdo de tipo Leitura5 minutos

Atualizado em

10/05/2024 às 16:06


A Caixa Seguridade manteve a sequência de bons resultados com os números apresentados no 1T24. Com lucro líquido gerencial de R$ 924,3 milhões (+12,7% a/a) a companhia registrou ROE de 58,4% (+6,1 p.p. a/a) e, se considerada a distribuição de dividendos, já aprovada, o ROE do primeiro trimestre alcança 64,8% (+12,5 p.p. a/a).

Desempenho operacional. As receitas operacionais totalizaram R$ 1,25 bilhão (+15% a/a), mantendo a representatividade de 43,5% das receitas provenientes de comissionamento e 56,5% do resultado de investimento em participações societárias (MEP) que cresceram 14,7% e 15%, respectivamente, na comparação anual.

Os prêmios emitidos em seguros atingiram R$ 2,4 bilhões no trimestre (+6,3% a/a), com destaques para os ramos Residencial e Habitacional (+15,8% e +10,3% a/a, respectivamente), sendo o ramo Habitacional responsável por 36% do total.

Sinistralidade. O índice de sinistralidade de 21,6% apresentou redução de 3,2 p.p a/a, com a diminuição de sinistros nos ramos prestamista (-8,7 p.p a/a) e habitacional (-3,8 p.p. a/a).

O resultado financeiro negativo de R$ 7,3 milhões, ante R$ 15,2 milhões no 1T23, foi influenciado principalmente pelas despesas com remuneração aos acionistas cuja atualização monetária de dividendos obrigatórios totalizou R$ 33,8 milhões.

Dividendos. Junto com a divulgação de resultado, a companhia comunicou a distribuição de dividendos antecipados no valor de R$ 0,28 por ação, que equivale a 90,88% do lucro auferido no 1T24. Os dividendos serão pagos no dia 15 de agosto de 2024 e terão como base a posição acionária de 1 de agosto de 2024.

Desempenho das ações

As ações CXSE3 acumulam alta de 80% nos últimos 12 meses e de 30% em 2024. Nem mesmo a divulgação de início de estudos para eventual alienação futura de ações arrefeceu a alta e o volume de negociações, que seguiram acompanhando os avanços operacionais da companhia. Tal incremento levou as ações à carteira do Índice Brasil 100 (“IBrX-100”) da B3, composta pelos 100 ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro.

Perspectivas e preço-alvo

Ainda que eventos esporádicos possam influenciar negativamente por um período os índices sinistralidade, a consistência na evolução de entrega de resultados comerciais e operacionais sólidos ao longo dos trimestres direciona nosso modelo para cenário de continuação dessa tendência. A projeção de expansão de aproximadamente 10% da carteira de credito total e habitacional para 2024 divulgada por sua controladora (Caixa), diretamente correlacionada aos crescimento dos negócios de risco da companhia, e o avanço da competitividade dos produtos dos negócios de acumulação em relação aos principais produtos de captação da Caixa, são alguns dos pontos que fundamentam nossas projeções. Nesse contexto, incorporamos os números do 1T24 ao valuation, reiteramos recomendação de compra para CXSE3 e apresentamos nosso novo preço-alvo de R$ 18,00 (antes R$ 15,60) para o final de 2024, que representa uma potencial valorização de 11% com base no último fechamento.

Valuation

Sensibilidade: Preço-alvo 2024

Disclaimer

Este é um relatório público e foi produzido pelo BB-Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”). As informações e opiniões aqui contidas foram consolidadas ou elaboradas com base em informações obtidas de fontes fidedignas e de boa-fé, tendo sido tomadas medidas razoáveis para assegurar sua exatidão no momento de publicação. Contudo, o BB-BI não garante que tais dados sejam totalmente isentos de distorções e não se compromete com a veracidade dessas informações. Todas as opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e derivam do julgamento de nossos analistas de valores mobiliários (“analistas’), podendo ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio. O BB-BI não garante o lucro e não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesse material, que tem por finalidade apenas informar e servir como instrumento que auxilie a tomada de decisão de investimento, não devendo ser interpretado como material promocional, recomendação, oferta ou solicitação de oferta para comprar ou vender quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao capital investido. A rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Nos termos do art. 22 da Resolução CVM 20/2021, o BB-BI, em conjunto com o Conglomerado Banco do Brasil S.A. (“Grupo”), declaram que (i) podem ser remunerados por serviços prestados ou possuir relações comerciais com a(s) empresa(s) analisada(s) neste relatório ou com pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse dessa(s) empresa(s); (ii) podem possuir participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% do capital social da(s) empresa(s) analisada(s), e poderão adquirir, alienar ou intermediar valores mobiliários da(s) empresa(s) no mercado.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.