Pular para o conteúdo principal da pagina
gráfico estruturado com alfinetes coloridos em fundo branco

Mercado

B3 (B3SA3) 1T24: Sem surpresas, B3 fica à espera da retomada dos volumes

Apesar de resultados atualmente pressionados, analistas recomendam compra de olho no longo prazo.

Publicado por: Análise BB

conteúdo de tipo Leitura4 minutos

Atualizado em

13/05/2024 às 15:23


Como já apontavam os dados operacionais divulgados previamente, a B3 apresentou um resultado sem avanços no 1T24, com receita total de R$ 2,47 bilhões (+0,2% a/a e -1,1% t/t), EBITDA recorrente de R$ 1,57 bilhão (-3,0% a/a e +7,8% t/t) e lucro líquido recorrente de R$ 1,13 bilhão (-7,1% a/a e 6,9% t/t), padecendo com baixos volumes de negociação no segmento de Ações e Instrumentos de Renda Variável, que é responsável por dar tração à companhia.

A continuidade do ciclo de cortes nas taxas de juros doméstica no primeiro trimestre não foi suficiente para retomada de apetite ao risco dos investidores, que acompanharam dados de inflação e mercado de trabalho mais resilientes na economia americana, resultando no adiamento da decisão pelo corte de juros por lá. Assim, por mais um trimestre, o volume médio diário negociado (ADTV) em ações apresentou queda, tanto na comparação anual (-6,4%) quanto sequencial (-2,8%), registrando R$ 23,6 bilhões.

As despesas totalizaram R$ 927 milhões, alta de 8,8% em relação ao 1T23, influenciadas principalmente por despesas incorridas com a operação da plataforma do programa Desenrola e consolidação das demonstrações financeiras da Neurotech, que se excluídas, resultaria em um avanço de 3,8%.

tabela com variação de recomendação de preço b3

Desempenho das ações

As ações acumulam desvalorização superior a 20% em 2024, influenciadas por um menor volume de negociações diante das revisões de expectativas quanto a decisão de política monetária americana, que inverteu o fluxo de capital estrangeiro positivo observado no final de 2023, e já ultrapassa R$ 31 bilhões de saldo líquido negativo no ano.

Perspectivas, preço-alvo e recomendação

Conforme citado em nosso último relatório de revisão de preço, nossas premissas contemplam uma retomada gradativa do volume de transações no segmento listado, sem grandes alavancas no curto prazo, e nossa recomendação se baseia na estrutura de fontes de receitas diversificada da companhia, que novamente se mostrou relevante para minimizar o impacto na queda de receita do seu principal segmento. Assim, acreditando em um cenário mais favorável para retomada do volume de negócios e continuidade de evolução dos demais segmentos, principalmente em Tecnologia, Dados e Serviços, reiteramos nossa recomendação de compra para B3SA3, com preço-alvo de R$ 14,60 para o final de 2024.

Disclaimer

Este é um relatório público e foi produzido pelo BB-Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”). As informações e opiniões aqui contidas foram consolidadas ou elaboradas com base em informações obtidas de fontes fidedignas e de boa-fé, tendo sido tomadas medidas razoáveis para assegurar sua exatidão no momento de publicação. Contudo, o BB-BI não garante que tais dados sejam totalmente isentos de distorções e não se compromete com a veracidade dessas informações. Todas as opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e derivam do julgamento de nossos analistas de valores mobiliários (“analistas’), podendo ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio. O BB-BI não garante o lucro e não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas nesse material, que tem por finalidade apenas informar e servir como instrumento que auxilie a tomada de decisão de investimento, não devendo ser interpretado como material promocional, recomendação, oferta ou solicitação de oferta para comprar ou vender quaisquer títulos e valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao capital investido. A rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Nos termos do art. 22 da Resolução CVM 20/2021, o BB-BI, em conjunto com o Conglomerado Banco do Brasil S.A. (“Grupo”), declaram que (i) podem ser remunerados por serviços prestados ou possuir relações comerciais com a(s) empresa(s) analisada(s) neste relatório ou com pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse dessa(s) empresa(s); (ii) podem possuir participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% do capital social da(s) empresa(s) analisada(s), e poderão adquirir, alienar ou intermediar valores mobiliários da(s) empresa(s) no mercado.

Quer dar uma nota para este conteúdo?

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência e personalizar os conteúdos de acordo com a nossa

Política de Privacidade.